NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

“Uma horta em cada canto” é tema de oficina do SENAR/SC no Dia da Família na Escola

Instrutor do SENAR, Gilsonei Duarte, ministrou a oficina "Uma horta em cada canto" (Foto: MB Comunicação/Captura de tela). 

 

 

TEXTO: MB COMUNICAÇÃO 

O cultivo de hortas domésticas ou comunitárias foi o tema do Dia da Família na Escola, celebrado em Santa Catarina pelo sexto ano consecutivo, no sábado (17). Essa foi a segunda edição que, devido à pandemia, o evento foi realizado on-line. Mais de 7 mil espectadores assistiram a live, que contou com palestrantes das cidades de Angelina, Fraiburgo e Timbé do Sul. O Dia da Família na Escola foi estabelecido por lei e é promovido pelo Movimento Santa Catarina pela Educação.


“A força colaborativa entre a família e o ambiente escolar fomenta o diálogo e fortalece a construção da cidadania”, disse o diretor regional do SENAI/SC e diretor de educação e tecnologia da FIESC, Fabrizio Machado Pereira, que representou as entidades empresariais e o Movimento Santa Catarina pela Educação. Para ele, a aproximação da família com a escola cria uma interação entre pais e filhos e reforça valores como respeito, responsabilidade e colaboração. 


“Projetos como esse proporcionam uma participação mais efetiva dos alunos e das famílias, é uma atividade prazerosa”, enfatizou a governadora Daniela Reinehr, ao ressaltar a importância da agricultura familiar em Santa Catarina. 


"Esse momento é especial para a união de alunos, pais e professores. Temos que agradecer a parceria do Movimento SC pela Educação, num processo de evolução e união das forças para o fortalecimento da educação. O Estado tem se tornado referência em várias ações neste momento de pandemia, inclusive em relação à agricultura familiar, que tem produtos presentes na alimentação diária de 100% das nossas escolas estaduais. É um dia de aprendizado, mas, principalmente, de união em prol da vida e da educação", destacou o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro.


Segundo a presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação em Santa Catarina (Undime-SC), Patrícia Lueders, o desenvolvimento de trabalhos relacionados a hortas é bastante disseminado no estado e, há duas semanas, diversos municípios catarinenses foram premiados com projetos desta linha. “As crianças acompanham o desenvolvimento de uma planta e os professores podem trabalhar matemática, geografia, ciências, enfim, fazer um trabalho interdisciplinar".


UMA HORTA EM CADA CANTO 
Após a abertura, o evento seguiu com as palestras sobre hortas domésticas. A primeira foi do instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Gilsonei Duarte, que abordou o tema “Uma horta em cada canto”. A explanação focou nas boas práticas para cultivar uma horta em apartamento ou no quintal e oportunizou mostrar cada passo do processo, destacando aspectos como o local da residência ideal para o cultivo, a importância de questões como luz e boa circulação de ar, como utilizar adubo, repelente de insetos, entre outros detalhes.  


Na sequência, alunos e professores da Escola de Educação Básica Vinte e Cinco de Maio, de Fraiburgo, mostraram sua experiência com horta escolar. Por fim, falou Geovana Mota, graduanda de Geografia na UFSC e que atua em projetos sociais voltados à produção de hortifrutigranjeiros nos colégios Américo Vespúcio e Getúlio Vargas e do espaço verde da Casa São José, na Serrinha, todos em Florianópolis. Geovana participou do evento a partir da cidade de Timbé do Sul.


IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA VIDA ESCOLAR DOS ALUNOS 
A técnica em Atividade de Formação Profissional do Senar/SC, Nayana Setubal Bittencourt, que juntamente com superintendente do SENAR/SC Gilmar Zanluchi, ocupa cadeira no Comitê Técnico Estadual do Movimento SC pela Educação, realçou a importância da integração entre pais e filhos nas atividades do dia a dia, mencionando como exemplo, o cultivo de uma horta. “Além de incentivar a alimentação saudável, a produção de uma horta é fundamental para que crianças e adolescentes desenvolvam autonomia e apresentem melhor desempenho na vida escolar e no futuro como profissionais”, enfatiza Nayana.


Zanluchi também ressaltou a relevância do evento ao mencionar que a participação dos pais, irmãos e outros familiares na vida escolar dos alunos deve ser constante para o desenvolvimento de atividades cotidianas. “A família deve estar presente no dia a dia dos alunos, auxiliando a desenvolver suas habilidades e apoiando na escolha profissional. Afinal, segundo alguns estudos, a iniciativa contribui para a melhoria do desempenho dos estudantes e isso é essencial para a formação de profissionais comprometidos e bem-sucedidos no futuro”.   


Na visão do presidente da FAESC, José Zeferino Pedrozo, a Federação foi incorporada ao Movimento SC pela Educação por compreender que o único caminho para o desenvolvimento cultural e econômico consiste na preparação de todos para os desafios dos novos tempos e que isso passa pela educação. “Sabemos que a participação da família reflete diretamente em melhorias nos índices dos alunos e na qualidade do ensino e, no meio rural, isso é ainda mais evidente porque melhora não apenas a produtividade, mas a qualidade de vida de todos”.


Assista a íntegra da live

 

Instrutor do SENAR, Gilsonei Duarte, ministrou a oficina "Uma horta em cada canto" (Foto: MB Comunicação/Captura de tela). 

 

Instrutor do SENAR, Gilsonei Duarte, ministrou a oficina "Uma horta em cada canto" (Foto: MB Comunicação/Captura de tela). 

 

Autoridades destacaram a importância da iniciativa (Foto: MB Comunicação/Captura de tela). 
 
O cultivo de hortas domésticas ou comunitárias foi o tema do Dia da Família na Escola (Foto: MB Comunicação/Captura de tela). 

 

Pelo segundo ano consecutivo o evento foi realizado de forma virtual (Foto: MB Comunicação/Captura de tela). 
 
Evento virtual contou com explanaçãode lideranças e reuniumais de 7 mil espectadores (Foto: MB Comunicação/Captura de tela).