NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Mais de 150 mulheres participam do Programa Saúde da Mulher Rural em Orleans

MB Comunicação

O Programa Saúde da Mulher Rural, desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), ocorreu nessa semana no Salão comunitário da comunidade de Rio Belo, em Orleans, e reuniu mais de 150 produtoras rurais. O objetivo foi orientar e conscientizar as mulheres sobre a importância do autocuidado, prevenção e diagnóstico precoce de doenças.

Durante o evento foram repassadas orientações por meio de palestras educativas sobre saúde das mulheres e realizados exames Papanicolau, fundamental na prevenção do câncer de colo de útero. Além disso, também tiveram acesso a testes capilares com a Bella Face Cosméticos e Instituto Mix, que oportunizaram às mulheres massagem e limpeza de pele.

Estiveram presentes na abertura do evento o presidente do Sindicato Rural de Orleans, Natalino Bianco, a coordenadora estadual do Programa Saúde da Mulher Rural, Gisele Kraieski Knabben, a supervisora regional Sul do Senar/SC, Sueli Silveira Rosa e Amanda de Pádua do Instituto CNA. O Gestor Geral da Auriverde-Sul Cleverson Luiz Storch, a Secretária de Saúde de Orleans, Luana Debiase, e o Engenheiro Agrônomo da Epagri de Orleans, Robson Costa, também prestigiaram o evento.

O presidente do Sistema Faesc/Senar, José Zeferino Pedrozo, ressalta que o foco do programa é promover a diminuição de fatores que afetam diretamente a saúde sexual e reprodutiva da mulher rural, numa perspectiva de educação, focalizando a prevenção e o diagnóstico do câncer do colo do útero, contribuindo para o aumento da autoestima e qualidade de vida. “O capital humano representado pelas mulheres do campo é de extraordinária importância para as famílias, as comunidades, os estabelecimentos rurais e as empresas. Protegê-lo, preservá-lo e capacitá-lo é nosso compromisso”. 

O programa vem sendo promovido em todas as regiões rurais catarinenses na forma de um dia de atividades que inclui palestras, orientações, serviços gratuitos e o exame laboratorial Papanicolau. “O objetivo é estimular o aumento da autoestima e os cuidados com a saúde das mulheres do meio rural. Para isso, é necessário alertá-las com relação ao diagnóstico precoce das doenças uma vez que, quanto antes for identificado, mais tranquilo e exitoso é o tratamento. Buscamos gerar oportunidades de educação e prevenção, levando conhecimentos que possibilitem a mudança de atitudes favorecendo melhor qualidade de vida”, complementa o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi.

A Supervisora regional Sul do Senar/SC, Sueli Silveira Rosa, ressaltou que o evento proporcionou uma média de 100 exames. “Desta forma, atendemos as expectativas pois atingimos todas as metas estabelecidas, tanto de público, como de exames realizados. Sem dúvidas quem ganha são as produtoras rurais”. Segundo Sueli, outros seis municípios da região Sul receberam eventos voltados à saúde rural, quatro com as mulheres e dois com os homens. Os próximos estão programados para Rancho Queimado e Anitápolis, em outubro deste ano.

O Sindicato Rural de Orleans, a Epagri e a Cooperativa Regional Auriverde auxiliaram na organização do evento, mobilizando os parceiros, arrecadando brindes e na alimentação. O evento ainda contou com o apoio da Rede Feminina de Combate ao Câncer do município e Prefeitura de Orleans, através da Secretaria de Saúde.

“Nosso trabalho para a organização do evento teve início ainda em meados de junho. Quando reunimos as mulheres do Grupo Feminino da Auriverde, com intuito de mobilizá-las a participarem do evento. Com o auxílio das 34 mulheres participantes do núcleo, foi possível atingir mais mulheres”, pontuou, a psicóloga da cooperativa, Fernanda Bianco. 

Iolene S. Bianco Crema do Sindicato Rural de Orleans, contribuiu na organização e ressaltou que cerca de 30 pessoas trabalharam na organização do evento. “Contamos também com a presença de estudantes do Curso de Psicologia e Farmácia da Unibave que participaram do evento e realizaram uma pesquisa para levantar informações sobre índices de saúde no campo e no munícipio”, frisou.

A voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer, de Orleans Mireli Debiase Perico, atua há mais de 20 anos participando em ações em favor da saúde das mulheres. “Momentos como este são importantes para que as mulheres do campo reconheçam a importância da prevenção e o tratamento correto de doenças femininas, por meio de orientações e exames”.